REDE-BEBÊ Criciúma: 1ª Jornada Sul Catarinense de clínica para 0 a 3 anos

No dia 19 de novembro de 2019, em Criciúma, Santa Catarina, ocorreu a 1ª JORNADA SUL CATARINENSE DE 0 A 3: A CLÍNICA INTERDISCIPLINAR PARA A DETECÇÃO DO SOFRIMENTO PSÍQUICO E INTERVENÇÃO PRECOCE EM BEBÊS. O evento contou com a presença da Pediatra Cláudia J.B. Carvalho e das Psicanalistas Ana Paula Gramacho e Mercês Sant'Anna Gazzi para a mesa A experiência clínica com bebês; e na conferência Detecção precoce do risco psíquico como aposta na estruturação do bebê, com Julieta Jerusalinsky. Organização, REDE-BEBÊ Núcleo Criciúma e Projeto Falando com Bebês. Apoio, MOVA, Núcleo Psicanalítico de Criciúma e Conselho Federal de Psicologia.

"Cada vez mais testemunhamos atos diagnósticos em crianças ainda bebês, anteriores aos 3 anos de idade. Com isso propõe-se ao bebê, um sujeito em constituição, vir a ser algo a partir daquilo que se diz que ele é, aquilo que é dito dele, como o é nomeado: um autista, um TOD, um TDAH, etc. O Ministério da Saúde recomenda que o diagnóstico de autismo não seja fechado antes do terceiro ano de vida, sendo trabalhado apenas como uma hipótese entre tantas outras coisas que podem estar se passando com o sujeito-bebê. Nomeando um diagnóstico, extirpa-se a possibilidade de deixar em aberto um fenômeno aparente, os comportamentos sintomáticos, para serem lidos como sintoma, uma mensagem de que algo não vai bem e como apelo a uma intervenção que, quando precoce e a tempo, pode mudar a direção da constituição psíquica do sujeito-bebê. Por isso a clínica com bebês precisa circular numa prosposta-aposta diferente, entre profissionais e comunidade geral. Essa é a nossa intenção, do Núcleo do Bebê - Criciúma. Assim, convidamos a vocês para estarem conosco em nossa Jornada, para saberem mais a respeito dessa clínica em construção e quem sabe, aderir também a nossa causa do trabalho com bebês de 0 a 3 anos. Contamos com vocês!!!"